quinta-feira, março 24, 2011

Por não ser outra, meu nome na letra dele: brincadeira em poema de Paulo Cezar Alvez Custódio

por onde andadriana,
por ruas
           avenidas
                  estradas?
por onde navegadriana,
em mares nunca Dantes navegados,
ou ares nunca tantos pássaros?

por onde sonhadriana?
em telas teias multidões.

paco cac

Um comentário:

  1. Paulo!Seja sempre bem vindo ao Indecentes Palavras.
    beijo
    adriana bandeira

    ResponderExcluir